Configurando Hyper-V Failover Cluster com Storage Spaces Direct (S2D) no Windows Server 2016 – Parte 3

Configurando Hyper-V Failover Cluster com Storage Spaces Direct (S2D) no Windows Server 2016 – Parte 3

O intuito da parte 3 do passo a passo sobre como configurar o Hyper-V Failover Cluster com Storage Spaces Direct no Windows Server 2016 é realizar a instalação das features / roles necessárias e iniciar a configuração do Failover Cluster.

Para não ficar muito extenso, dividi o passo a passo em 5 partes:

Parte 1 – Pré-requisitos e Ambiente
Parte 2 – Rede e Storage 
Parte 3 – Failover Cluster (você está aqui)
Parte 4 – Storage Spaces Direct (S2D)
Parte 5 – Discos Virtuais / Volumes

Primeiramente vamos realizar a instalação do Failover Cluster Manager e do Hyper-V. Lembrando que após a instalação do Hyper-V é necessário reiniciar os servidores.

# Failover Cluster Manager
Install-WindowsFeature -Name Failover-Clustering -IncludeManagementTools

# Hyper-V
Install-WindowsFeature -Name Hyper-V -IncludeManagementTools -Restart

Após a instalação e reinicialização de todos os servidores Hyper-V que farão parte do Failover Cluster, vamos criar o vSwitch para a rede das máquinas virtuais e iniciar a criação e configuração do cluster.

Então antes de mais nada, vamos garantir que as VMs consigam se comunicar. Apenas execute o comando abaixo (lembrando que “VS-VM” será o nome do meu vSwitch no Hyper-V e “VM” é o nome da minha interface de rede que neste caso é um NIC team):

New-VMSwitch "VS-VM" -NetAdapterName "VM" -AllowManagementOS:$false

Com o comando abaixo será criado o cluster de nome “S2D-Cluster” com os 04 membros “LAB-S2D-01~4” e com o endereço IP 192.168.201.60 (substitua pelas informações do seu ambiente). 

New-Cluster -Name "S2D-Cluster" -Node "LAB-S2D-01","LAB-S2D-02","LAB-S2D-03","LAB-S2D-04" -NoStorage -StaticAddress 192.168.201.60

A saída do comando será algo mais ou menos assim:

WARNING: There were issues while creating the clustered role that may prevent it from starting. For more information view the report file below.
WARNING: Report file location: C:\Windows\cluster\Reports\Create Cluster Wizard S2D-Cluster 17.02.40.htm

Name
----
S2D-Cluster

Olhando o log da criação do cluster (C:\Windows\cluster\Reports\Create Cluster Wizard S2D-Cluster 17.02.40.htm) é possível visualizar um alerta relacionado com a ausência da configuração do witness, mas calma que este é o próximo passo.

Como o cluster já está reclamando, vamos configurar o witness. Será utilizada uma pasta compartilhada e os membros do cluster para servirem de quorum. Basta criar a pasta em qualquer servidor que não faça parte do cluster e na aba Sharing dar permissão full control para o objeto do cluster recém criado (no meu caso é S2D-Cluster). Detalhe: criei a pasta oculta ($) e ela está armazenada no meu domain controller. Após criar a pasta, basta executar o comando abaixo para configurar o witness no cluster.

Set-ClusterQuorum -NodeAndFileShareMajority "\\LAB-W-175.firma.local\Quorum$"

E para finalizar a configuração do Failover Cluster, basta executar o teste. Lembrando que como estamos configurando em um ambiente de laboratório com nested e tudo mais, é possível que ocorram alguns erros que não são possíveis de corrigir. De qualquer forma, recomendo analisar e corrigir tudo que for possível antes de seguir (o comando pode levar alguns minutos para executar).

Test-Cluster -Node "LAB-S2D-01","LAB-S2D-02","LAB-S2D-03","LAB-S2D-04" –Include "Storage Spaces Direct", "Inventory", "Network", "System Configuration"

Tivemos alguns alertas relacionados com o disco, o que já era esperado, pois como é um disco virtual o cluster não consegue identificar qual é o tipo do disco, então ele classifica como “Unspecified”. A mensagem foi esta: “Found a disk with unsupported media type on node ‘<node name>’. Supported media types are SSD and HDD.Found a disk with unsupported media type on node ‘LAB-S2D-01.firma.local’. Supported media types are SSD and HDD”. O que precisa ser feito é alterar o tipo do disco para um padrão que seja suportado, algo tipo HDD ou SSD, por exemplo. De qualquer forma não é possível fazer esta alteração nos discos antes de criar o pool, então criaremos sem o cache e habilitaremos depois. Vou explicar isso detalhadamente no próximo post da série.

Agora é necessário realizar as configurações básicas no Hyper-V Failover Cluster, tal como renomear as redes do cluster, configurar a interface de live migration e afins. Para mais detalhes sobre a configuração do Failover Cluster, witness e outros detalhes veja o post Configurando o Hyper-V Failover Cluster no Windows Server 2016.

É isso aí pessoal, acompanhe os próximos posts. Valeu e até mais!

Ricardo Conzatti é especialista em TI e apaixonado por Virtualização. É graduado em Sistemas de Informação, pós-graduado em Gestão de TI e acredita muito na teoria da pirâmide de aprendizagem de William Glasser. Ricardo também é blogueiro, palestrante, podcaster e muito envolvido com comunidades técnicas. É líder do VMUG Paraná e host do vBrownBag Brasil, além de ser VMware vExpert e possuir várias certificações técnicas Microsoft e VMware. Você com certeza irá encontra-lo no twitter @RicardoConzatti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *