Guia de como ser ajudado

Para o pessoal que participa de fóruns, grupos e/ou qualquer forma de ajuda online usa muito a frase “já pesquisou no Google?”. Eu sei que muitos ficam irritados com essa pergunta, mas na minha opinião é a pergunta mais correta a se fazer.

Vamos lá, existe uma diferença enorme entre a pessoa ter um problema e imediatamente pedir ajuda sem ao menos pesquisar e a pessoa ter um problema, pesquisar e caso não consiga resolver, pedir ajuda.

É importante lembrar que a grande maioria das pessoas que lhe ajudam podem não saber também e por isso teriam que fazer uma pesquisa. Opa, então quer dizer que essas pessoas vão pesquisar pra mim? Muitas vezes sim. Então, por que você não pode pesquisar também antes de pedir?

Outro detalhe importante é a forma que a pergunta é feita, geralmente são extremamente pobres em detalhes, mal escritas, enfim, uma bagunça completa. Como você espera receber ajuda, se a pessoa que está tentando lhe ajudar precisa traduzir a sua dúvida?Acreditem, as vezes leva muito tempo!

Detalhes importantes para resolver os problemas

  • Se acalme
  • Entenda o problema em questão
    • Tente analisar o ambiente como um todo e entender se isso aconteceu devido a outra ação
  • Use os buscadores (Google, Bing, Cadê?)
    • Se for uma nova implementação escreva de forma simples “como configurar X”
    • Se for um erro/alerta escreva a mensagem (ou parte dela) e vá seguindo os links, que vão desde fóruns e blogs oficiais dos fabricantes até fóruns e blogs não oficiais (todos são válidos)
  • Se após algumas tentativas e muita leitura o problema não for resolvido, talvez seja a hora de pedir ajuda

Detalhes importante para pedir ajuda

  • Seja educado. Todas as pessoas que podem lhe ajudar estão fazendo isso pela comunidade, não estão ganhando dinheiro pra isso
  • Descreva com a maior quantidade de detalhes a dúvida/problema em questão
    •  É produção ou homologação/lab
    • Quando o problema acontece e qual o impacto
    • O que já foi feito para tentar resolver (tutoriais, blogs, fóruns, KB’s e procedimentos que já foram seguidos)
    • Se o problema começou após alguma ação especifica ou (aparentemente) começou do nada
    • Versão dos produtos envolvidos (marca/produto/versão)
  • Esteja disponível para responder algumas perguntas (me ajude a te ajudar)
  • E por fim, independente de onde saiu a resolução, retorne no local onde você pediu ajuda e detalhe o procedimento que foi executado para resolver. Isso irá agregar conhecimento a todos os participantes, além de poder ajudar mais pessoas no futuro

Por mais que o titulo deste post seja “guia”, não é exatamente um guia, está mais para “dicas” que vão ajudar tanto quem tem dúvidas, quanto quem irá ajudar.

Se alguém tiver algum ponto a acrescentar, deixe nos comentários que eu edito o post sem problema nenhum.

É isso aí pessoal, até a próxima!

Posts Relacionados

Ricardo é especialista em TI e apaixonado por Virtualização. É graduado em Sistemas de Informação e pós-graduado em Gestão de TI, além de possuir várias certificações Microsoft e VMware.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.